Lojinha GAC

Diagnóstico Precoce

Prestação de Contas

Noticia

GAC-PE recebe homenagem da Alepe pelos 20 anos de humanização do tratamento contra o câncer infantil

GAC-PE recebe homenagem da Alepe pelos 20 anos de humanização do tratamento contra o câncer infantil

02/05/2017

A Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe) realizou, no dia 2 de maio, sessão solene em homenagem ao Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer - Pernambuco (GAC-PE). A proposição da honraria, concedida pelos serviços prestados pelo GAC-PE para a humanização do tratamento do câncer infantojuvenil nos últimos 20 anos, foi da médica e deputada estadual Simone Santana. A cerimônia, conduzida pelo deputado Ricardo Costa, que representou o atual presidente da Alepe, Guilherme Uchôa, contou com a presença de fundadores, diretores, associados, voluntários, funcionários, pacientes, ex-pacientes e parceiros.

Durante o seu discurso, Simone Santana mencionou os principais projetos desenvolvidos pelo GAC-PE ao longo de sua história, como o “Fique Atento”, que capacita profissionais da área de saúde e professores da rede pública para os sinais e sintomas do câncer, visando a detecção precoce, ressaltando que todas as atividades de apoio ao tratamento com qualidade são permeadas pela missão institucional de humanizar o atendimento aos pacientes. “O GAC-PE cumpre muito bem o seu papel. Todos temos que aplaudir esse trabalho e apoiá-lo para que ele continue promovendo a melhoria da qualidade de vida, a minimização do sofrimento e a elevação da autoestima das crianças e adolescentes com câncer e dos seus familiares”, declarou.

A oncopediatra Vera Morais, atual presidente e uma das fundadoras da instituição, recebeu a homenagem em nome do GAC-PE e lembrou um pouco da sua trajetória, agradecendo a todos que fazem a instituição. “A história desta instituição até pode ser lembrada com palavras e resumida em algumas laudas, mas não podemos esquecer que ela está materializada em cada presença, em cada gesto, em cada um dos fundadores, dos voluntários, dos funcionários, dos parceiros, da sociedade civil pernambucana, das nossas crianças, das famílias dos pacientes, que ao final, torna-se uma única família. Obrigado por vocês abraçarem essa causa”, declarou emocionada durante a cerimônia.

A sessão solene contou com a participação musical de três artistas pernambucanos que apóiam a causa do GAC-PE. Nena Queiroga interpretou “No caminho do bem”, de sua autoria. Gerlane Lops cantou “O que é o que é”, de Gonzaguinha. Dudu do Acordeom tocou e cantou o hino de Pernambuco no encerramento da cerimônia.
Durante a sessão solene, o GAC-PE aproveitou para fazer a primeira exibição pública do seu novo vídeo institucional que fala sobre o direito de sonhar.
Todas as ações do GAC-PE este ano estão voltadas para a manutenção de suas atividades, assistência aos pacientes e para a reformar os espaços desativados do prédio onde a entidade funciona, inaugurado em 2005. Um deles é o 6º andar, local que precisa de aproximadamente 600 mil para passar a abrigar mais 13 leitos do Centro de OncoHematologia Pediátrica (CEONHPE) do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), sendo estes para internamento, isolamento e cuidados paliativos e semi-intensivos. Há três anos, o GAC-PE vem tentando recuperar o pavimento mas, devido ao contexto da crise econômica que se alastrou pelo país, a instituição não conseguiu garantir essa assistência por falta de recursos. O objetivo também é tentar ampliar para 37 o número de leitos da enfermaria. Hoje, são 24. O térreo do prédio está sendo reformado em parceria com Instituto Ronald McDonald (IRM). O local irá abrigar o Serviço de Pronto Atendimento, diferencial na humanização do tratamento e atendimento de pacientes. O espaço funcionará 24 horas com atendimento por um médico especialista, serviço raramente oferecido no país.

Até 2020, o GAC-PE pretende ser uma organização social referência na humanização do tratamento de crianças, adolescentes e jovens no Estado de Pernambuco. Atualmente, antes de humanizar o atendimento ofertado as crianças, adolescentes e jovens com câncer atendidos pelo CEONHPE/HUOC, o GAC-PE viabiliza as necessidades do tratamento que o poder público não consegue atender em tempo hábil e, muitas vezes, abarcar.

Notícias Anteriores


2 3 4 5 6 7 41 Próxima

Produzido pela Prática