Lojinha GAC

Diagnóstico Precoce

Prestação de Contas

Noticia

Diagnóstico precoce é o caminho para a cura de crianças e de adolescentes com câncer

Diagnóstico precoce é o caminho para a cura de crianças e de adolescentes com câncer

20/11/2017

No Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI), 23 de novembro, o GAC-PE alerta sobre a importância de estar atento aos sinais e sintomas da doença

O câncer é a primeira causa de morte por doença, na faixa etária entre 1 e 19 anos, no Brasil. A estimativa é que, este ano, sejam registrados 12.600 novos casos, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Para amenizar esse quadro no futuro, no próximo 23 de novembro, Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI), a Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC) em parceria com instituições de apoio de todo o país, como o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer - Pernambuco (GAC-PE), mobiliza a sociedade e chama a atenção para a importância do diagnóstico precoce da doença.

Cerca de 80% das crianças e adolescentes acometidos pelo câncer podem ser curados se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados, além de terem a possibilidade de uma boa qualidade de vida após o tratamento. Porém, a taxa de cura no Brasil, ainda está abaixo do esperado – média de 48% - devido à falta de alerta para os sinais e sintomas da doença. O diagnóstico tardio está atrelado ao fato dos sintomas do câncer infantojuvenil serem confundidos com outras enfermidades comuns à infância. É por isso que a campanha do dia 23 de novembro reforça os sinais aos quais a família deve ficar alerta como: dores de cabeça diárias matutinas persistentes, acompanhadas ou não de vômito, alterações no equilíbrio, na visão, no andar, convulsões, presença de ínguas frequentes, perda de peso importante, febre frequente sem causa aparente, dores ósseas, hematomas sem explicação, dor abdominal, suor noturno excessivo, reflexo esbranquiçado nos olhos (olho de gato) entre outros.

Entre os tipos de câncer mais comuns nas crianças e adolescentes estão a leucemia, linfomas, sistema nervoso central, neuroblastoma, retinoblastoma e osteossarcoma. “Nós estamos nessa batalha de tentar aumentar as chances de cura das nossas crianças, porque, infelizmente elas ainda chegam ao serviço de saúde com a doença muito avançada. Costumo dizer que este é o único caso onde a pressa é amiga da perfeição”, destaca a oncopediatra Vera Morais, presidente do GAC-PE.

CONSCIENTIZAÇÃO - Em sintonia com o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI), o GAC-PE promove no dia 26 de novembro (domingo) a 5ª edição da Corrida Contra o Câncer Infantojuvenil. Este ano o evento terá exclusivamente a Corrida Infantil e tem o objetivo de incentivar a prática de atividade física na infância e conscientizar sobre a importância de estar sempre alerta aos sinais e sintomas do câncer nessa faixa-etária. As inscrições estão abertas, custam R$ 25,00 e podem ser feitas na sede do GAC-PE, em Santo Amaro, ou no site Corre 10 (www.corre10.com.br). Cada inscrição dá direito a criança ser acompanhada por dois adultos no percurso, além de receber um kit atleta, com camisa, número de peito e produtos promocionais.

O foco da quinta edição da competição serão as crianças e adolescentes, que poderão competir nas categorias de 4 a 5 anos, 6 a 8 anos, de 9 a 10 anos, de 11 a 12 anos e de 13 a 14 anos. A corrida terá um percurso de 300 metros. A prova acontecerá às 7h, no campo de futebol da Escola Superior de Educação Física da Universidade de Pernambuco (ESEF/UPE). Após isso, atividades recreativas serão ofertadas a todas as crianças participantes do evento. A realização é do GAC-PE, com organização e consultoria técnica da Corpore Sano Running e apoio da ESEF/UPE, Pernambuco Dá Sorte, Café Santa Clara, Frisco, Gufs, Agência Um, Combogó Comunicação e Argo Camisas. Outras informações pelos telefones: (81) 3423.7633 | (81) 3423.7636.

O GAC-PE – O Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer – Pernambuco (GAC-PE) é uma organização social sem fins lucrativos e/ou econômicos com 21 anos de atuação na prestação de assistência social humanizada às crianças, adolescentes e jovens com câncer tratamento no Centro de OncoHematologia Pediátrica (CEONHPE) do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC). Atualmente, a instituição assiste, por dia, uma média de 70 pacientes ambulatoriais e 24 em situação de internamento. Além das ações com foco na assistência social, desenvolve projetos específicos de prevenção e humanização do tratamento.

Notícias Anteriores

Anterior 1 2 3 5 6 7 41 Próxima

Produzido pela Prática